Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/03/21 às 16h36 - Atualizado em 18/03/21 às 16h36

Começam reformas no Parque da Cidade

COMPARTILHAR

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

 

O governador Ibaneis Rocha assinou, na manhã desta quinta-feira (18), no Parque da Cidade, a ordem de serviço para que 27 quadras recebam pintura, substituição de alambrados, pisos, iluminação e adequação de acessibilidade | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

 

Um dos principais espaços de lazer ao ar livre da capital, o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek vai passar por uma grande reforma este mês. O governador Ibaneis Rocha assinou, na manhã desta quinta-feira (18), a ordem de serviço para que 27 quadras recebam pintura, substituição de alambrados, pisos, iluminação e adequação de acessibilidade.

 

O investimento será de um R$ 1 milhão, recurso do governo federal que estava parado desde 2017. A Secretaria de Obras e Infraestrutura será responsável pela execução dos serviços. Além de trazer mais conforto e segurança para os frequentadores do parque, o investimento também contribui com a geração de 60 oportunidades de emprego. Os trabalhos devem ser finalizados no segundo semestre deste ano.

 

“O Parque da Cidade tem um significado muito grande para o Distrito Federal. É frequentado por muitas pessoas para prática de exercícios e lazer. Tinham muitos anos que os espaços precisavam de reformas. Queremos que aqui esteja cada vez mais bem cuidado”, destaca o governador Ibaneis Rocha.

 

Administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues, ressalta que é a primeira vez que uma grande reforma é feita no espaço | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues, ressalta que é a primeira vez que uma grande reforma é feita no espaço.

 

Era uma demanda antiga dos usuários que nunca saia do papel e sempre estamos atentos às sugestões deles. A Novacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital], por exemplo, retirou mais de dois mil caminhões de poda e entulho recentemente”, lembra.

 

Giselle Ferreira, secretária de Esporte e Lazer, lembra da importância do exercício físico para a prevenção e recuperação de doenças, como é o caso do novo coronavírus.

 

“Sabemos da necessidade da atividade física, principalmente no pós-pandemia. Estamos verificando os locais que precisam desse tipo de reforma. Desde o ano passado já começamos as revitalizações e agora vamos dar continuidade”, informa.

 

Obra

 

O secretário de Obras e Infraestrutura, Luciano Carvalho, explica que o contrato com a empresa prestadora de serviço prevê a reforma de cinco quadras de tênis; 20 quadras poliesportivas, localizadas próximas ao estacionamento 06; e, duas quadras de beach tennis, próximas ao estacionamento 12. “É um espaço que está degradado, sem manutenção. Vamos fazer uma recuperação para que os usuários tenham um lugar de qualidade para usufruir”, garante.

 

O contrato com a empresa prestadora de serviço prevê a reforma de cinco quadras de tênis; 20 quadras poliesportivas, localizadas próximas ao estacionamento 06; e, duas quadras de beach tennis, próximas ao estacionamento 12 | Foto: Renato Alves / Agência Brasília 

 

A recuperação desses espaços também prevê a instalação de novo sistema de drenagem, realinhamento de meios-fios de contenção de areia, construção de calçada ao redor das quadras com piso tátil e iluminação nova com dois postes e seis luminárias. Já nos vestiários da Piscina com Ondas, as melhorias incluem a troca das instalações hidráulicas e elétricas, do piso, dos azulejos, das divisórias de banheiros e trocadores, das esquadrias e do forro de gesso do teto. Tudo isso será feito sem alterar a obra projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

 

Piscina com ondas

 

Durante a assinatura dos serviços, também foi anunciada a reforma de um dos ícones da capital: a Piscina com ondas. “Fizemos o projeto básico e já destinei os recursos para a execução dos serviços”, adianta a deputada federal Celina Leão. A emenda da parlamentar é no valor de R$ 6 milhões e virá do orçamento da União.

 

Frequentador antigo do parque, Marcos Campos, 64 anos, comenta que o lugar estava precisando de atenção. “Com certeza é um ganho para a população”, elogia o professor aposentado. “Todo tipo de que agrega para o parque é importante para a população”, disse.

 

Samuel Aguiar, 34 anos, utiliza uma das quadras poliesportivas para dar aulas. O professor de educação física explica que ter um lugar adequado para a prática de esportes é fundamental. “Se a gente tem um cartão de visita bem apresentável, fica mais atrativo para as pessoas realizem as atividades”.

 

 

Fonte: Agência Brasília